Curso de Avaliação e Diagnóstico Facial

OBJETIVOS DO CURSO

• Avaliar e diagnosticar as diversas patologias estéticas do rosto;
• Utilizar as diversas ferramentas de análise e aconselhar os diversos recursos e tratamentos disponíveis;

DESTINATÁRIOS

Profissionais de estética, público em geral que pretenda iniciar carreira na área de beleza e adquirir competências no âmbito da Estética Facial – Avaliação, Diagnóstico e Aconselhamento.

CONDIÇÕES DE ACESSO / PRÉ-REQUISITOS

Idades mínima 18 anos
Escolaridade mínima obrigatória (Decreto-Lei 12/643 de 02/07/99)

CARGA HORÁRIA

8 horas

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

• Revisão à Anatomia;
• A Mímica Facial;
• Tipos de Pele e estados da Pele;
• Fototipos;
• Flacidez Cutânea e Muscular;
• Oleosidade e Acne;
• Manchas e Sinais;
• Rídulas e Rugas;
• O Grão;
• A Tez;
• O Peso;
• A Microcirculação;
• Lesões;
• Olhos e Pescoço;
• Sintomatologias;
• A Classificação de Goglau;
• Métodos e material de Diagnóstico;
• Indicações, Precauções e Resultados;
• Os poluentes do dia-a-dia;
• Recursos e Tratamentos;
• A importância do Historial Clínico e da Ficha Técnica;
• Casos Práticos;

 

AVALIAÇÃO

A avaliação é contínua e a formação é presencial em contexto de sala de aula para cada módulo com recurso a diferentes metodologias de forma a verificar conhecimentos e competências previamente adquiridas (avaliação diagnóstica) e para verificação da aquisição de competências durante a formação (avaliação formativa). O indicador de avaliação será: um teste prático; assiduidade; pontualidade; empenho e relacionamento.

CERTIFICAÇÃO

Certificado de formação profissional, segundo o Decreto Regulamentar nº.35/2002 (DR 95, I-B Série de 23 de Abril de 2002, Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social), para as pessoas que completem o curso, com aproveitamento após processo avaliativo.

PREÇO

100€ + IVA

 

Desejo inscrever-me

A escola reserva-se o direito de fazer alterações nas datas e horários conforme a disponibilidade dos formadores. A inscrição considera-se realizada na recepção de valor parcial do curso. Na desistência do formando por motivos alheios à escola o valor de inscrição não é devolvido. Todas as formações têm como requisito a escolaridade mínima obrigatória.